× Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Márcio Moraes
no leito solidário de uma floresta altiva descansem por favor a minha poesia
Meu Diário
17/12/2018 12h07
PAES 3ª Etapa - Comentário das Questões de Literatura

PROGRAMA DE AVALIAÇÃO SERIADA PARA ACESSO AO ENSINO SUPERIOR - PAES 2018

Caderno de Provas - 3ª Etapa
Gabarito Oficial - 3ª Etapa

QUESTÃO 7 
Obra abordada: "Histórias de leves enganos e parecenças", de Conceição Evaristo 
Comando: EXCETO:
Gabarito: NULO
Justificativa: Obra selecionada para a 2ª Etapa; portanto, a questão deve ser ANULADA, por estar em DISCORDÂNCIA com o programa da 3ª Etapa conforme Edital. Logo, os estudantes devem entrar com RECURSO nesta questão. 

QUESTÃO 8
Obra abordada: "Abdias", de Cyro dos Anjos. 
Comando: EXCETO. 
Gabarito: D "As confissões do protagonista, frequentemente, constituem formas de reconstruir experciências vividas em uma atitude de fugacidade que recusa as percepções presentes".  
Justificativa: O protagonista ficcionaliza um amor com a personagem Gabriela, a qual faz parte de seu universo presente; por isso não reconstrói experiências vividas, mas "constrói" uma realidade "platônica" para si. 

QUESTÃO 9 
Obra abordada: "O professor", de Cristovão Tezza.
Comando: EXCETO.
Gabarito: B "A recorrência a dados de pesquisas de institutos oficiais e a eventos históricos e a alusão a nomes da literatura universal conferem à narrativa um caráter factual e fidedigno". 
Justificativa: A narrativa é construída a partir das impressões do protagonista que duplica sua voz com outra narrador em 3ª pessoa; trata-se de um texto de inflexões mentais, de caráter subjetivo; logo não há que se falar em "factual" e "fidedigno", pois o enredo passa pela parcialidade de seu narrador. 

QUESTÃO 10
Obra abordada: "Caminho de Minas", de Élcio Lucas.
Comando: AFIRMAR
Gabarito: C "O conteúdo musical dos vocábulos e a música verbal da composição evocam uma mineiridade de tradições e fé".
Justificativa: Palavras e expressões como "caminhos", "esperança", "comina a coragem", "planta a verdade", "vida sofrida", "grossas raízes", "fé na terra", "ama o chão" confirmam a mineiridade de tradições e fé. A alternativa "A" está incorreta, pois não há "insólitas (incomuns/anormais) vivências". A alternativa "B" está incorreta, pois não há melancolia, ou seja, estado depressivo personalista do existir. A alternativa D está incorreta, porque não há "estados emocionais instáveis e diáfanos, ou seja, variável e vazio da identidade mineira, pelo contrário, a identidade é transparente. 

Publicado por Márcio Adriano Moraes
em 17/12/2018 às 12h07
 
02/12/2018 20h09
Exposição - Duas artes sem fronteira


Publicado por Márcio Adriano Moraes
em 02/12/2018 às 20h09
 
02/11/2018 17h39
Unimontes empossa mais professores aprovados em concurso público

- Certame assegurou crescimento e credibilidade nacional a universidade, diz reitor -

 

A Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) empossou, nesta quarta-feira (31/10), mais sete professores aprovados no Concurso Público. A solenidade foi realizada na Sala dos Conselhos (prédio da Reitoria), com as posses para os departamentos de Saúde Mental e Coletiva, Letras, Direito, Geociências e Odontologia. A cerimônia foi presidida pelo reitor João dos Reis Canela e pelo vice-reitor Antonio Alvimar Souza.
As posses seguem o protocolo do concurso, após as nomeações realizadas pelo Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag). Esta foi a oitava solenidade de posse de aprovados no concurso público, cujas provas foram realizadas em 2014 e 2015, com a oferta de 637 vagas em 27 departamentos.

Na oportunidade, o reitor João Canela destacou que a realização do concurso, assim como a nomeação e a posse dos aprovados, proporcionou o crescimento e o reconhecimento da Unimontes em nível nacional. Ele lembrou que as 637 vagas abertas no concurso foram disputadas por 4.526 candidatos de todo o País. Ressaltou, ainda, a dedicação e o empenho da equipe responsável pela organização e aplicação das provas.

“A comissão responsável pelo concurso desenvolveu um trabalho extraordinário, que trouxe para a nossa universidade uma grande credibilidade nacional”, enalteceu, ao cumprimentar os empossados.

O vice-reitor Antonio Alvimar Souza destacou que a posse dos aprovados como mais uma conquista para a Unimontes. “A aprovação no concurso assegura estabilidade, possibilitando ao professor o exercício da docência de maneira mais tranquila”, observou.

Ele enalteceu a missão da instituição universitária. “A Universidade exerce um grande papel na sociedade. A universidade é o espaço do livre pensamento, de debate das idéias. É o espaço da diversidade e da pluralidade e da convivência com as diferenças”, enfatizou. O vice-reitor chamou atenção também para o exercício da ética na Universidade. “A ética deve pautada sempre por um princípio do fundamental: o respeito. A boa convivência só é possível se for respeitosa”.

AS PERSPECTIVAS DOS EMPOSSADOS

Os professores empossados na Unimontes ressaltaram a satisfação pela aprovação no concurso público e as perspectivas de ingresso efetivo na instituição superior. “Tenho mais um projeto profissional realizado. A minha expectativa é poder trabalhar e contribuir para a melhoria do ensino na universidade”, disse o professor Silvério de Almeida Souza Torres, aprovado para o Departamento de Odontologia.

A professora Patrícia Neves Guimarães, empossada no Departamento de Saúde Mental e Coletiva, afirmou que pretende colaborar também no processo de desenvolvimento regional. “Quero me colocar à disposição de todo o conjunto de professores e alunos da Unimontes para somar não somente no processo educacional, mas também contribuir com o crescimento da nossa região”, declarou a docente.

Outro que tomou posse como professor da Unimontes foi Luís Ricardo Fernandes da Costa, que trocou o Ceará (onde nasceu) pelo Norte de Minas. Ele deixou Fortaleza, onde fez graduação e concluiu mestrado e doutorado na Universidade Federal do Ceará (UFCE) para ingressar na Universidade Estadual de Montes Claros, por meio da aprovação no concurso público. Ele foi empossado para lecionar no Departamento de Geociências.

“Os servidores públicos engrandecem as instituições. A minha expectativa é de trabalhar com o tripé ensino, pesquisa e extensão e colaborar para formação de novos profissionais para a educação”, afirmou Luís Ricardo.

GALERIA DE FOTOS

Fonte: Unimontes

 

 

Publicado por Márcio Adriano Moraes
em 02/11/2018 às 17h39
 
28/10/2018 19h07
Dicas de Artes para o Enem


Publicado por Márcio Adriano Moraes
em 28/10/2018 às 19h07
 
28/10/2018 18h05
Dicas de Literatura para o Enem


Publicado por Márcio Adriano Moraes
em 28/10/2018 às 18h05
Página 12 de 54