× Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Márcio Moraes
no leito solidário de uma floresta altiva descansem por favor a minha poesia
Textos
Título:
A cruz da estrada: os sertões na poesia euclidiana
Autor:
Márcio Adriano Moraes
Descrição:
Euclides da Cunha começou seus primeiros traçados através da arte do versejar. A poesia, que está muito presente em suas prosas, sobretudo em "Os Sertões", circulou nas veias de Euclides da Cunha de forma vigorosa em sua juventude. Sua produção poética encontra-se no livro "Ondas", de 1883. Além das líricas sociais e românticas, existem as louvações sertanejas que culminarão na paisagem "Os Sertões". Mas diferentemente das cenas de uma terra seca e de quadros assustadores, de mortes e conflitos, em "Ondas", o sertão é um refúgio, um ambiente para o qual a alma se esvai. O sertão aparece como uma grinalda e repleto de vida, de água, bom lugar para se viver e padecer.
Enviado em:
17/05/2013
Alterado em:
20/12/2013
Formato:
pdf
Tamanho:
166 KB
Comentários