Márcio Moraes
"no leito solidário de uma floresta altiva descansem por favor a minha poesia"
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


 
Bodas de Papel
 
para a poesia que me escreve
minha esposa Micaele
 
Enfim, nós. Atados bem firmes por um nó que não desata. Bênção de nossos pais e do Pai. Sim, santificado seja o lar que se inicia. Olhar o passado de duas vidas distintas. Por meandros de um rio, chamado vida, a poesia encontra a rima. E o poema se forma, sem seguir nenhuma forma, sem pretensão de ponto final. Suspenso no dia em que as mãos tornarem ar. Contínuo, então, em outro lar.
 
Respiro agora é pulmão pulsante de dois peitos. Com mel nos lábios alçamos voo sul. O destino é uma lua que orbita um gramado. Nele deitar, olhando um teto de cinema, cujas cenas se representam na cama. Verdadeira viagem sem outono, só verão e primavera, um sonho. No vinho de nossos lábios, bebemos o sabor do cacau que nos derrete. O caminhar de mãos dadas por ruas que o tempo nunca esquece. Outra viagem, essa presente, por lugares tão belos e aos olhos tão jovens por serem tradição de velhos.
 
A entrada primeira em nosso lar. Aconchego que teremos pós-trabalho devoto às letras que nos vivenciam. No quintal, nosso jardim em pleno ar; prima flor, o girassol que raiou nossa morada. Tevê na sala, visitas, o sofá; o sabor da cozinha paladar. No escritório, nossos livros espalho. Onde encafurno, perdido entre páginas, das quais você me resgata com um folheio. Banho do corpo molhado que se ama em todos os cantos e o mais na cama. Cheiro bom, cheiro humano.
 
Passeios de enlevos por matas roçadas por parentes. Frescor em rios que esquentam nossos ventres. A fumaça de uma brasa de uma lenha de fogão. O gosto da terra orvalhada e um toque de contemplação. Viagens cujas vias agem em nossas peles, traçando imagens pétreas, guardadas no álbum da lembrança. Assim, apadrinhar fomos aqueles que também desejaram o matrimônio.
 
Entretemos nossos corpos e mentes um no outro. Saímos da rotina na casa que nos abriga. Encontramo-nos, quando perdidos, nas palavras que nos detínhamos. E na sequência o perdão de dois seres criados para o enlace. Tudo simples ato de limar, uma escultura de mármore mais que Carrara, de pedra mais que rara. Uma modelagem sem fim, cuja rigidez está no toque macio de um beijo. Assim, despertar do sono noturno ao lado do sonho puro.
 
Hoje, a haste do outro ano a deste se encontra, nesta data, para atar o primeiro aniversário da aliança. O primeiro de um passo largo rumo à esperança magna de um céu. A história que deixamos com tinta viva neste papel. A recordação de cada dia esponsal, riso amplo ou contido. Em cada página desse papel o sempre novo marido e mulher se faziam. Travessia.
 
Sim, a vida agora tornou sentido, a vida agora tomou cor. Dois corações que unidos bombeiam pelas veias do enlace um para o outro o único alimento real da existência humana: amor.
 
seu Márcio
15 de dezembro de 2013
Márcio Adriano Moraes
Enviado por Márcio Adriano Moraes em 19/12/2013
Alterado em 27/12/2014
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Ler-se(r) R$25,00 Rosarium R$10,00 Trovaecia R$20,00
assim alado R$20,00 Enlace R$10,00 Via Crucis R$20,00
Genuíno R$20,00 A palavra-vida de um corpo quedo: uma leitura... R$15,00 O verbo mulher R$20,00
A palavra drama na cor(a)som do infante R$20,00 Ceifando vidas e semeando letras R$15,00 Passaportes: viagens guiadas por Lygia Fagund... R$15,00
O humano insano e as palavras do infante em G... R$15,00 A cor do subúrbio em Clara dos Anjos R$15,00 A cor negra da canção dos anjos R$15,00
Estudo Sólido de Literatura R$15,00 Gêneros Textuais: no cotidiano, no vestibular R$25,00 Crepúsculo de arame R$25,00
Vende-se amor R$25,00 Apenas rascunhos R$35,00 29º Salão Nacional de Poesia Psiu Poético R$10,00
Os 50 melhores Sonetos do 7º Festival de Sone... R$10,00 5º Prêmio Literário de Poesia Portal Amigos d... R$10,00 XVII Prêmio PMMG de Poesia 2015 R$10,00
Antologia Jubileu de Ouro da Unimontes: prosa... R$10,00 Antologia Psiu Poético 2010: cinepoesia R$10,00 Antologia do 21º Psiu Poético: montesclarosci... R$10,00
Antologia do 23º Psiu Poético: a invenção dos... R$10,00 Poetas de uma só Língua R$10,00 A Deusa das Letras: Centenário de Nascimento ... R$10,00
Psiu Poético + 25: 26º Salão Nacional de Poes... R$10,00 Psiu Poético 25: 01 Quarto de Século do Salão... R$10,00 De todas as cores: 24º Salão Nacional de Poes... R$10,00
Poetas En/Cena 5: uma reunião de poemas de po... R$10,00 Poetas En/Cena 4: uma reunião de poemas de po... R$10,00 Poetas En/Cena 3: Reunião de poemas de poetas... R$10,00
Poetas de todos os cantos II R$10,00 Poetas de todos os cantos I R$10,00